Porotta

por3

Os americanos não têm muita tolerância com falta de pontualidade. A escola de pisquilinha, por exemplo, inflige multa de US$1.00 por cada minuto de atraso na saída das crianças. Eu procuro estar nos conformes, nem tanto pelo dinheiro, mas para não fazer jus à má reputação dos baianos e brasileiros em termos de horários. Infelizmente, nem sempre é possível. Ontem, ao sair de casa, esqueci as chaves e fiquei do lado de fora sem conseguir entrar. A solução mais simples foi chamar Dada que veio rápido. Mesmo assim, cheguei atrasadérrima na escola e morri de vergonha quando as duas professoras olharam para o relógio ao me ver entrar.

porota2

Porotta é uma espécie de roti ou "pão", típico do sul da Índia, que geralmente acompanha curries de carne e frango. A massa é semelhante àquela que preparamos para pastel e, às vezes, contém ovos. Depois de prontos, os porottas ficam crocantes por fora, macios e cheios de camadinhas por dentro, como massa folhada. Há versões parecidas na Malásia e Singapura. São muito calóricos, mas deliciosos.

Porotta


2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (chá) de açúcar
Sal a gosto
Água morna o suficiente
1 colher (sopa) de óleo (
sempre uso azeite de oliva)

Misture todos os ingredientes e acrescente a água aos poucos até dar liga. Trabalhe a massa até ficar lisa e mais macia que massa de pastel. Forme uma bola, pincele com óleo, cubra com um paninho úmido e deixe descansar por 1 hora.

Divida a massa em partes iguais e menores que bolas de tênis. Em uma superfície bem untada, utilizando um rolo, abra as bolas de massa, uma de cada vez. Estique o máximo possível, até ficar fininha e meio transparente. Pincele toda a superfície da massa aberta com óleo, ghee ou manteiga derretida. Suspenda a massa pelas extremidades e torne a colocá-la na mesa fazendo dobras, ou camadas, como que construindo um leque de papel. No final, depois de toda dobrada, enrole as duas extremidades como se estivesse, ao mesmo tempo, abrindo e fechando duas torneiras (a mão esquerda enrola girando no sentido horário e a direita no anti-horário). Quando os dois círculos se encontrarem no meio, coloque um por cima do outro e pressione para achatá-los. Repita a operação com todas as bolotas.

Aqueça uma frigideira ou chapa, pincele com óleo. Com um rolo, achate os montinhos de massa enrolada, deixando-os como discos de pizza pequenos. Leve os discos à frigideira, um de cada vez, virando para que dourem por igual. Retire do fogo e assim que possível, achate-os com as mãos, como se afofasse um travesseiro. Sirva quentinho.

36 comentários:

Laurinha disse...

Me deu vontade de rasgar e comer um pedacinho agorinha mesmo!
Beijinhos,

Filipa disse...

Posso tirar um? :) Que bom aspecto!
Vou tomar nota de mais esta receita! :)

Beijinhos

risonha disse...

não conhecia essa tal de porotta mas agora fiquei com uma vontade danada de experimentar.

Nana disse...

Eu tb quero um, que delicia!
Bjs

AndreaDomingas disse...

Olá!
Eles têm um aspecto delicioso!Não vou esconder que acho difícil formá-los só com a ajuda das intruções, mas vou guardar para tentar num dia que eu estiver bem zen! :)
Bjs
Andrea

carlinhos de lima disse...

Mais um para minha lista interminável de pães a testar...

Patricia Scarpin disse...

Agdá, a gente tenta se programar mas imprevistos acontecem, né?
Adorei os pãezinhos - amo pão de qualquer jeito!

Nani do Paulo disse...

Não sabia que o horári ai era tão rigido assim, caramba! E pagar por minuto do atraso, essa é boa, se fosse comigo eu iria ficar pobre, rsrs
Essa massinha está tão linda, deu vontade fazer como a Laurinha.
Beijos

Fabrícia disse...

O aspecto lembra muito o pão berbère da Tunísia (Khobz F'tir)mas a receita é diferente. No tunisiano usamos semolina.... Sua receita está anotada...
Bjs.

Mari disse...

Mais do que anotada! Amei.

Luciana Macêdo disse...

O diferente que atiça a curiosidade.
Minha sogra fazia um pão frito(receita italiana) bem gostoso, vou atrás da receita.
Bjs!

Marizé disse...

um dia destes fiz chapatis com farinha de atta para acompanhar um caril. Agora ao ver esta maravilha até fico com vergonha de postar os meus modestos pães indianos.

Bjs

Witchie disse...

Agdá, este pão é o meu favorito quando vou a um restaurante indiano! Adoro! Sempre pensei que fosse muito mais difícil de fazer, mas assim até parece fácil... Já linkei a receita no meu del.icio.us para experimentar! Fiquei só com umas duvidazinhas na parte do "leque" e das "torneiras"... É que eu não entendi como é que depois de dobrar em leque você ainda fica com dois círculos... Será que podia explicar? Obrigada!!

Beijo grande *
Mariana
(http://caosnacozinha.wordpress.com)

Eduardo Luz disse...

Agdá, vamos as risadas : eu não entendi direito o que que o atraso tem a ver com as (os) porottas ! Por acaso, você deu as (os) porottas pras professoras pra que o atraso fosse esquecido ? (rsrsrsrs)
E estou com a Mariana, você devia fazer um passo-a-passo fotográfico ( e seria muito bom porque as tuas fotos são um espetáculo mesmo!) pois lendo, parece que tudo vai acabar num nó humano siamês !

Silvia Arruda disse...

Humm, que vontade de dar uma mordida. Pela foto, parece crocantinho!! :P

Ana disse...

Agda que interessante o modo de fazer os porottas!!
Esse eu nao conhecia e agora estou aqui curiosissima p/ experimentar e ver como ficam as "camadas" como vc mencionou!
Peguei uma receita de mango chicken curry p/ experimentar esses dias, quem sabe eu nao me animo e faco porottas tbem! yumm!!
Ana

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diogo disse...

Oi querida. Adoro as tuas dicas, e mais ainda aquelas inspiradas na culinária indie!

Bjão

Mel L. Ramos Bryar disse...

Achei deliciosa a receita, só não sei se vou ter coordenação para mexer de um lado e do outro na mesma hora, mas vou tentar...rsrsrsr!!! Este pãozinho os indianos comem com alguma cobertura ou purinho mesmo???

- em relação a menta(utilizada nos pinhões) eu usei a MENTA(não sei outra versão em português) que é diferente da HORTELÃ que pertence a família da menta...meu marido disse que é a peppermint para os americanos, não posso afirmar isto, mas sei que é a mesma menta que se extrai óleos essenciais muito utilizado na aromaterapia e na indústria farmacêutica e cosmética. A folhinha é mais retinha e lisa!!

Agdah disse...

Laurinha, a sensação é essa mesmo.

Filipa, claro que pode.

risonha, eu adoro. Só é pena ser meio calórico.

Nana, mãos à obra.

Andrea, deixe-me ver se esse fim-de-semana tiro umas fotos do processo, com ajuda de Dada, é claro.

Carlinhos, nem fale.

Patrícia, acontecem mesmo.

Nani, o pessoal aqui não alisa.

Fabrícia, menina, agora fiquei curiosa.

Mari, vou aguardar o post.

Luciana, vá mesmo e poste logo.

Marizé, nem diga isso. Como diz meu pai toda comida modesta é "divina". O importante é fazer.

Witchie/ Mariana, e vou ver se tiro umas fotos do processo de formatação esse fim-de-semana, com a ajuda de Dada.

Eduardo, as duas coisas são aleatórias. É que quando estava preparando o jantar me lembrei do ocorrido e quando sentei para escrever o post foi a primeira coisa que me veio à mente.

Silvia, é crocante e macio ao mesmo tempo, como pastel.

Ana, é isso aí. Vou esperar o post com os resultados.

Diogo, meu caro, vc andou sumido mas já sei que a agenda anda cheia.

Mel, obrigada pela explicação sobre a menta. Eu já vi o peppermint aqui, acho que usam mais para chás.

edinha disse...

Gostei muito desta receita.
Vou ter de experimentar
Beijinhos

Fabrícia disse...

Querida Agdah....para matar sua curiosidade dê uma olhadela na receita do pão berbère aqui (http://sopavermelha.blogspot.com/2007/12/po-berbre-khobz-ftir.html)....veja como parece mesmo.
Bjs.

ameixa seca disse...

Eu sou muito pontual e admiro muito a pontualidade, mas imprevistos acontecem a todos. Nunca provei porotta, nem sabia que existia. Tem óptimo aspecto. Parecido com panquecas... mas mais crocantes.

Natércia disse...

Querida mais uma das tuas mil e uma maravilhas adorei um bjo. Natércia...

monica disse...

Adoro este tipo de pão, esta receita não me parece nada complicada. Há algumas que levam ingredientes difíceis de encontrar, mas esta parece-me ideal para experimentar. Bjinhos

Nereime disse...

Já provei este pão num restaurante por aqui,é realmente especial ...o seu ficou lindo!!!
bjs

Ana disse...

Nossa, esse meu filho vai amar fazer.
E que nome engraçado !!
Um beijo, tá anotado.

Cláudia disse...

Adorei, deve ser uma delícia. Não importa se é calórico, e além do mais é lindo!

bjs

BetiCris disse...

Nunca comi este pãozinho mas agora que o vi fiquei com imensa vontade de experimentar. deve ser uma delicia.

beijinhos

brisak disse...

Adorei a receita, anotadissima!!

Qto a pontualidade, eu tb acho falta de respeito, mas tb cabe tolerancia: se a lei fosse "minha" daria 15 -20 minutos de tolerancia (na 1a vez) e $5/min apos isso..hehe:))

Bom weekend!!

bri

Saltapocinhas disse...

mais uma comida verdadeiramente incrível e de que nunca ouvi falar!

mas o que me deixou curiosa foi essa história do atraso!
percebi bem, é 1 dolar por minuto?
e cobram mesmo??

Valentina disse...

são mesmo. Já tive oportunidade de prová-los também. Fazes com uma certa frequência?

* mika. disse...

ah, q legal =).. pensei q era chinês o porotta.. a minha mãe faz isso, só q não coloca acúcar.. ela faz a massa e estica. coloca o óleo, pimenta-do-reino e cebolinha. enrola e faz tipo um caracol e estica de novo. é muito bom!

奇堡比 disse...

筆跡鑑定
挽回婚姻
老公偷腥
男人外遇
丈夫外遇
婚姻諮詢
感情諮詢
挽回感情
老婆偷腥
工商徵信
商標侵權
市場調查
財務顧問
法律問題
徵信相關
專利侵權
專業偵探
工商調查
優良徵信
外遇蒐證
討債公司
外遇徵信
外遇調查
婚前調查
老公外遇
太太外遇

奇堡比 disse...

新女性徵信
外遇調查站
鴻海徵信
亞洲徵信
非凡徵信社
鳳凰徵信社
中華新女性徵信社
全國新女性徵信社
全省女人徵信有限公司
私家偵探超優網
女人感情會館-婚姻感情挽回徵信
女子偵探徵信網
女子國際徵信
外遇抓姦偵探社
女子徵信社
女人國際徵信
女子徵信社
台中縣徵信商業同業公會
成功科技器材
女人國際徵信社
女人國際徵信
三立徵信社-外遇
女人國際徵信
女人國際徵信
大同女人徵信聯盟
晚晴徵信

文章 disse...

餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 關島婚禮 巴里島機票 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 銀行貸款 信用貸款 個人信貸 房屋貸款 房屋轉增貸 房貸二胎 房屋二胎 銀行二胎 土地貸款 農地貸款 情趣用品 情趣用品 腳臭 水晶 長灘島 長灘島旅遊 長灘島景點 長灘島機加酒 長灘島必買 SD記憶卡 隨身碟 SD記憶卡 ssd固態硬碟 外接式硬碟 記憶體 婚禮顧問